gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Thaíde

Thaide-940

Thaíde

parte 1/32

Sou um nômade, estou sempre mudando de lugar

Ricardo Tacioli – Você está aqui, nesse escritório, há quanto tempo?
Thaíde – Faz bastante tempo, viu? Uns cinco, seis anos.
Tacioli – E qual sua relação com o Bixiga?
Thaíde – Passei a conhecer o Bixiga por causa da [Escola de Samba] Vai-Vai, do Sambarilove e daquelas histórias do Adoniran [Barbosa]. Essas coisas, entendeu? Ah, tem a rapaziada do Região Abissal que era quase todo mundo daqui. Na verdade, bicho, quando a gente começa a falar de um assunto vai lembrando de outros. O primeiro clube de rap era aqui na Brigadeiro [ n.e.: Av. Brigadeiro Luis Antônio ], numa esquina ali, não vou me lembrar o nome da esquina, da rua. Mas o primeiro clube de rap foi ali e depois veio esse lance do Região Abissal, depois o lance do Hip Hop Cultura de rua[ n.e. Título da primeira coletânea de rap no Brasil, lançada em 1988 pela gravadora Eldorado e que teve as participações de Thaíde & DJ Hum, Código 13, etc. ]. Aí teve essas paradinhas toda do Adoniran e tal, e o lance do Sambarilove, que era um baile da Chic Show, acho que é até hoje.
Tacioli – O Sambarilove é aqui na [Rua] Rui Barbosa?
Thaíde – É, isso mesmo. Então conheço um pouquinho do Bixiga, mas não sou o cara que pode te explicar o que é o Bixiga.
Max Eluard – Mas você é de São Paulo, não é?
Thaíde – São Paulo, Zona Sul de São Paulo. Cidade Ademar.
Max – Você mudou de lá faz quanto tempo?
Thaíde – Sou da Zona Sul ainda, só não estou mais na Cidade Ademar. Estou ali em Heliópolis, região do Ipiranga.
Dafne Sampaio – Você mudou quantas vezes de…
Thaíde – Sou um nômade, estou sempre mudando de lugar…
Daniel Almeida – Em São Paulo?
Thaíde – Sempre em São Paulo. Sou meio bairrista também. Acho que não conseguiria viver em outra cidade, não por falta de respeito a outras cidades, mas acho que já me acostumei a toda poluição que existe em São Paulo, essa poluição sonora. Se vou para um lugar muito sossegado é por três dias no máximo, para recompor. Depois começo a sentir de novo a necessidade do caos. Não consigo.
Dafne – E sempre pela Zona Sul?
Thaíde – Sempre. Cidade Ademar, Santo Amaro, Embu Guaçu, esses lugares assim, mas sempre Zona Sul de São Paulo.

Tags
Dj Hum
Hip hop
Rap
Thaíde
de 32