gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Ritchie

Ritchie-940

Ritchie

parte 14/21

O Ritchie é brega-pop

Tacioli – Você estava falando do brega-pop…
Ritchie – Não estou me denominando assim, mas já ouvi isso, “O Ritchie é brega-pop”, “O Ritchie é brega”.
Tacioli – Hoje não há uma aura cult sobre isso?
Ritchie – Não sei, não sei. Não sou eu que posso falar sobre isso, mas já ouvi. O pessoal do Ira! falou assim, “Ritchie, você tem que voltar, a gente precisa de você. Você é cult em São Paulo!”. “É? Que barato!” Mas sabe por que sou cult? Porque eu não estava fazendo nada! [risos] É muito conveniente ser cult assim.
Monteiro – O CD Vôo de Coração, da Sony, está em catálogo.
Ritchie – É o único! [ri] Em catálogo em termos, porque aquilo é uma roubalheira. É um relançamento, mas não tem ficha técnica, não tem nada.
Monteiro – É impressionante como vende.
Keka – Eu comprei. [ri]
Ritchie – Ah, foi você! [risos] Porque até agora a Sony falou que vendeu, sei lá, uma cópia. [ri]
Monteiro – Esse CD vende muito.
Ritchie – Engraçado, né? Esse disco vendeu 1,2 milhões até setembro de 1984. Aí, misteriosamente, no dia em que lancei meu segundo LP, não vendeu mais nada. E está vendendo até hoje. É curioso esse malabarismo.

Tags
Ritchie
de 21