gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Raul de Souza

O trombonista Raul de Souza. Foto: Henrique Parra/Gafieiras

Raul de Souza

parte 17/22

O Toninho Horta é um gênio!

Teresa – Você já viu esse curta [ Viva volta ] que vai estrear amanhã?
Raul – Ah é, vi no Rio. Vai passar amanhã.
Tacioli – O que você achou?
Raul – Está bom. Está curto, né? [ risos ] Curtinho.
Teresa – Que justamente é o encontro da imagem e do som. É o filme e a música. Primeiro passa o filme, porque em São Paulo não estreou ainda. Só estréia mesmo, porque São Paulo é feriado, porque ele estréia com ele também no palco logo depois. Então a gente passa nesse palco, e logo depois entra ele com a banda, e pra gente também vai ser uma noite memorável.
Raul – Todo mundo vai ficar legal. E depois, quarta feira eu estou indo lá, terça feira, eu toco no Blen Blen. Aí, quarta feira em Belo Horizonte, no festival de jazz lá. Vou tocar com o grupo, e depois com o Toninho Horta, meu irmão de tudo, my brother. Esse é um gênio, gênio!
Tacioli – Você volta pra Paris quando?
Raul – Paris? Depois vou a Curitiba. Fazer uma première em Curitiba. A cineasta é de lá, mora lá. E vamos ver se consigo mais dinheiro da Petrobras… [ risos ]
Teresa – Pra fazer um média, pelo menos!
Raul – Porque o [ filme ] de 21 minutos está feito. O de 15 minutos é para cinema; o de 21 é para televisão. Um outro longa que vai ser… Se deixarem eu falar… [ risos ] Como aqueles filmes de cowboy: “O mocinho morreu?!” “Não, somente semana que vem!” [ risos ]

Tags
Música instrumental
Raul de Souza
de 22