gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Pelão

Pelao_home_01

Pelão

parte 1/13

Eu brigava com o Vanzolini todo sábado

Pelão – Aquele negócio do Jogral deu pé, né? [n.e. Referência às gravações em vídeo para um documentário sobre O Jogral, importante “casa de samba” dos anos 1960 e 1970 criada pelo compositor Luiz Carlos Paraná]
Max Eluard – Na verdade, a gente não terminou.
Pelão – Não terminou, mas o pouco que vocês fizeram deu pé.
Ricardo Tacioli – Saiu uma matéria no (jornal) O Valor Econômico falando do processo, das entrevistas…
Pelão – Eu me lembro… Os amigos meus economistas, cheios de dinheiro, viram.

Tacioli – Esse é um projeto que a gente quer muito terminar, Pelão. Na época a gente conversou contigo, com o Vanzolini… [n.e. O zoólogo e compositor paulistano Paulo Emílio Vanzolini, 19242013, autor de “Ronda”, “Volta por cima”, “Praça Clóvis” e “Samba erudito”]
Pelão – Com o Vanzolini é bobagem falar. O Vanzolini é vaidoso, ele acha que é (tudo) ele. “Pô, então, quem era melhor sambista de São Paulo, Vanzolini?” “Ah, eu não entro nessa disputa. Eu tenho três títulos acadêmicos!” Ah, vá pra puta que o pariu! Eu brigava com ele todo o sábado. Eu ia no Alemão, ele ia também, a mulher dele cantava [n.e. A cantora Ana Bernardo], e ele queria falar comigo, queria ficar perto de mim. Ele começava a falar e eu “Para, Paulo! Eu estava lá, você esqueceu?”. “Ah, então vamos para outro assunto.” [risos]
Tacioli – A entrevista que fizemos com ele foi lá no Instituto Biológico.
Pelão – Lá em cima mesmo, na sala dele?
Tacioli – Foi na sala dele.
Pelão – Oloco! Os bichos começam a andar.
Tacioli – A sala é assustadora. (…) André, se você quiser sentar.
Pelão – Claro, o André é o chefe.
Tacioli – É o braço direito.
André de Oliveira – Queria saber onde é melhor para sentar? Aqui mesmo?
Thaís Taverna – É.
Pelão – Senta aí.
Max Eluard – Aí ele vai virar muito pra você. Aqui é melhor, André.
Pelão – Já tirou o André do meu lado.
Thaís Taverna – Esse é um remédio?
Pelão – Não pode colocar a marca? É isso?
Max Eluard – Não, pode.
Thaís Taverna – Não, é porque está no quadro e fica estranho. Posso por pra cá? Obrigado.
Pelão – Não adianta eu querer te sacanear.

Tags
Paulo Vanzolini
de 13