gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Maria Alcina

Maria Alcina. Foto: divulgação

Maria Alcina

parte 15/27

Não havia dinheiro nem para o táxi. Aí tomei ônibus

Tacioli – Qual foi o primeiro baque que você sofreu na carreira?
Maria Alcina – Quando bate a conta. Eu tinha chofer, eu não dirigo…
Tacioli – Quando foi isso?
Maria Alcina – Anos 80. Eu não morava em São Paulo, morava no Rio. E quem pagava o chofer, e quem cuidava dos shows, era o Mauro Furtado, porque era ele quem cuidava da produção. O carro era da produção. Bem, um dia não quis mais trabalhar com o Mauro, aconteceram coisas e eu não quis mais trabalhar com ele. E o chofer não quis mais ficar comigo porque a segurança do dinheiro dele era o Mauro. Aí você começa a ver que a coisa tá feia pro seu lado, entendeu? Esse não foi o primeiro baque. A história do baque começa assim. Aí o chofer foi embora e o carro ficou na garagem, porque não dirigo, tenho medo. Não havia dinheiro nem pra outro chofer e nem pra pegar táxi. Aí tomei ônibus. Ficava lá dentro… [faz voz de lamentação] “Caralho, puta que pariu, e o carro lá na garagem!” [risos] E o braço dói, né? Quer criar musculatura, pega no ferro do ônibus! [risos]
Tacioli – E como as pessoas te viam?
Maria Alcina – Ai meu Deus do céu! [ri] Mas você sabe que nessas horas você nem pensa em quem está te vendo…
Tacioli – Mas não havia pessoas que te via e… “Maria Alcina!”?
Giovanni – “Você aqui!”
Maria Alcina – Não, porque sou um personagem, nem todo mundo sabe. É mais difícil você aceitar o que aconteceu, mas depois venci isso. Ih, já dei autógrafos dentro do ônibus. Só não vi ninguém cantar minhas músicas dentro do ônibus. [ri] Ando numa boa. Agora voltei a andar de táxi, mas ando de ônibus numa boa. Sei que tenho que contar comigo, não posso e nem preciso mais contar com Mauros Furtados, entre aspas, no sentido de proteção e essas coisas. A própria vida me possibilitou isso. Nada é negativo. Tudo é positivo.
Tacioli – Quanto tempo durou a fase…
Maria Alcina – Áurea?! 1972 até 85.
Dafne – 85 foi quando você lançou “Prenda o Tadeu” [n.e. Composição de Clemilda e Antonio Sima, lançada no disco Prenda o Tadeu, Copacabana].
Maria Alcina – Verdade. “Prenda o Tadeu” foi um sucesso.

Tags
Maria Alcina
de 27