gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Inezita Barroso

InezitaBarroso_940

Inezita Barroso

parte 21/22

Amo dar aula em faculdade

Gafieiras  Você nunca pensou em se mudar de São Paulo e ir morar na fazenda?
Inezita – Não. Eu passei um ano no litoral, na praia que eu amo também, né?
Gafieiras  Passou um ano?
Inezita  Passei, porque eu estava muito cansada. Foi nesse tempo que eu larguei a televisão. Fiquei somente com o teatro, disco e tal. Morei um ano lá mas não agüentei. Voltei voando, não dá, não dá… O microbinho pegou e vai até o fim…
Gafieiras  Você sente falta?
Inezita  Sentia muita falta…
Gafieiras  A gente está conversando há mais de duas horas e estamos pra encerrar a entrevista. Alguém tem mais alguma pergunta?
Gafieiras  Eu tenho.
Inezita  Pode perguntar…
Gafieiras  Me diz só uma coisa, como é seu cotidiano, além de todos esses outros projetos?
Inezita  Não, desde que eu me atirei de cabeça no Viola, que eu vi que valia a pena, desde que eu amo dar aula em faculdade, amo esses alunos todos, não vivo mais a minha vida, né? Eu vivia mais folgada. Ia pra praia muito, todo final de semana, ia ao clube. Hoje eu não consigo ir nadar no clube. Eu estou verde, amarela, não tomo sol mais, porque é sempre a tal história do cumprir. “Ah, vou pro Paulistano!”… E arruma aquela mala, maiô, não-sei-o-quê, toalha… O meu irmão é sócio de lá também. “Você passa aqui pra me pegar?”; “Passo! Vamos tomar um sol porque você está desbotada…” Aí lá vou eu. Aí tem um papel em cima da escrivaninha com “assunto tal, assunto tal”. E falei pro meu irmão: “Ih, vai na frente que depois eu te encontro”. E acabo não indo. Aí ele liga de lá: “Você tem que sair, vamos almoçar!” Aí eu vou almoçar e volto pra fazer aquilo que eu ainda não havia feito. Porque tenho que entregar na segunda-feira, porque tenho que bolar coisas, escrever coisas… É muita coisa, é muita coisa…

Tags
Inezita Barroso
Música caipira
de 22