gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Inezita Barroso

InezitaBarroso_940

Inezita Barroso

parte 15/22

O Daniel é o único que tem ordem para pôr os pés no Viola

Tacioli – Mas, Inezita, você acha que a instrumentação ajuda a definir o estilo?
Inezita  Muito!
Tacioli – Vou pegar um outro exemplo… Pode-se cantar samba com instrumentos até não percussivos, né?
Inezita  Exatamente!
Tacioli  Se define o samba pelo ritmo, pela…
Inezita – Exatamente. O ritmo do samba é muito forte, é uma coisa muito marcada, né?
Tacioli  Mas os estilos de campo permitem isso, de cantar música caipira com guitarra?
Inezita – De jeito nenhum, de jeito nenhum! Uma vez saiu uma folia de reis com gravador em Minas Gerais. Só faltaram linchar os negos! Gravador, eles dublando, bem alto, porque eles cantam na garganta mesmo, sem microfone, mas dublando… E aquele negócio num volume e o cara carregando o transmissor… Aí, quando o povão viu aquilo! Sabe por quê? Essas danças têm origem católica, jesuítica, é um ensinamento de padre pros índios, dos índios pros caipiras…
Fernando  E eles estavam atrás da música que era um coisa muito presente…
Inezita – Exatamente. Catequizaram trilhões somente com música. Então, eles amavam música, tinham aptidão pra música. Agora vai esculhambar no século XXI? Que é isso? Cada país desse tamanho, a tradição… Vai lá no Paraguai ver se você entorta a guarania? Nem morto! E aqui é um negócio… Eles pensam que é tudo descartável. Música de raiz não é, não. Ela mora dentro, é de dentro pra fora, não é de fora pra dentro. E essa coisas que estão aí são de fora pra dentro. Eles aprendem, floreiam, fazem outro ritmo, não pode!
Tacioli  Mas e o Daniel?
Inezita  O Daniel é o único que tem ordem para pôr os pés no Viola [ri], porque ele vai com o pai, toca viola e canta em dueto com o pai.
Tacioli  O pai é o passaporte?
Inezita  É, não…
Tacioli  Se ele for sozinho…
Inezita  Mas ele é um amor de pessoa. Ele também é muito amigo desse meu sobrinho de Itatiba, caipirão também…
Tacioli  Quem é o seu sobrinho?
Inezita  O Marcelo Aranha de Lima, advogado, doido por música de viola…
Henrique  Mas qual é a diferença do Daniel para o resto?
Inezita  Porque ele sabe cantar o que é raiz. Ele não canta porque ele quer ganhar dinheiro de vez em quando. [ri] Então, deixa o menino ganhar dinheiro… Mas noViola ele não entra com aquela banda, com aquelas dancinhas… Nem morto! “Ô, vai dançar lá no palco! Aqui, não!” [risos] E ele morre de rir. Ele adora a gente. Aí a gente brinca… “Traga a viola, traga o violão!” Logo no começo, ele esteve no Viola com o João Paulo, viola e violão.
Tacioli  Era uma boa dupla?
Inezita  Nossa! Maravilha! E moços…
Tacioli  Mesmo saltando? Por que eles cantavam e saltavam no palco, né?
Inezita  Não, nunca, nesse tempo nunca…
Tacioli  No meu palco, não!
Inezita  No meu eu salto. [risos] No meu palco não tem Lacraia, não! [risos]

Tags
Inezita Barroso
Música caipira
de 22