gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Hamilton de Holanda

Hamilton de Holanda. Foto: Dafne Sampaio/Gafieiras

Hamilton de Holanda

parte 19/20

Não sei nem se vou voltar para o Brasil

Almeida – Você está pensando o que pode rolar em sua volta de Paris?
Hamilton – Não estou pensando. Não sei nem se vou voltar para o Brasil. Tô a fim de ir para Nova York, ficar um tempo lá. Tô a fim de passar um tempo da vida conhecendo vários países, várias coisas.
Tacioli – Passar um tempo fora para rolar um reconhecimento no estrangeiro?
Hamilton – Não pensei nisso em nenhum momento. Quero que vocês [risos], sabendo que… Eu não quero usar isso nunca! Se for possível, não estou nem em Paris, estou aqui. Tenho orgulho de ter sido reconhecido na minha cidade, primeiro de tudo, Brasília. E hoje sou um cara conhecido lá, respeitadíssimo na minha cidade. Então, bicho, o que acontecer agora pra mim é… A minha cidade e o meu país. Mas, primeiro de tudo, a minha cidade, que é mais difícil, imagina, fazer sucesso tocando chorinho em Brasília! Então, isso pra mim já vale, me dá cartão para eu fazer qualquer tipo de trabalho sem ter que falar que estou vindo de fora e que fui reconhecido lá no exterior. Fui reconhecido lá fora porque tinha que ser mesmo. Se não houver reconhecimento também, eu volto. Aqui é o meu lugar. O Brasil é o meu lugar. Só que, no momento, estou a fim de dar uma zuada, Barcelona. Não sei, estou a fim de morar em outra cidade. Talvez eu volte pra cá no ano que vem para passar um ano aqui, vá para uns lugares bacanas aprender mais coisas brasileiras, outros ritmos, talvez Nordeste. Mas também quero passar um tempo em Nova York e em outros países. Não tô quieto ainda, não.

Tags
Hamilton de Holanda
Música instrumental
de 20