gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Germano Mathias

Itens obrigatórios de Germano Mathias: chapéu de aba curta e sapatos brancos. Foto: Dafne Sampaio/Gafieiras

Germano Mathias

parte 19/21

Fui expulso do Exército!

Seabra – [mostrando a capa de um dos primeiros discos do Germano Mathias] Realmente era um sambista diferente! Parece filme de Hollywood.
Germano – Você vê como era o chapéu da época, a aba, camisa listrada…
Seabra – Aqui você tinha quantos anos?
Germano – Ah, meu filho, eu tinha… puta merda… comecei em 1955, tenho que fazer a conta… isso foi gravado em 1956. De 1934 a 1956… quantos anos eu tinha?
Tacioli – 22 anos.
Max Eluard – Era um menino.
Germano – Já tinha saído do Exército.
Dafne – Você serviu?
Germano – Fui expulso. [risos]
Dafne – O que você fez?
Germano – Nem te conto. [risos]
Tacioli – Ah, conta sim. [risos]
Germano – Arrumei uma confusão lá em Osasco. Eu era do 2º Regimento de Artilharia Antiaérea. Arrumei uma confusão, puxei o sabre… Ainda bem que não furei o cara, só bati na cabeça dele… Depois veio um outro e me deu uma pedrada.
Max Eluard – Mas isso no quartel?
Germano – Não, foi na rua. Em Osasco. Numa quermesse. Houve inquérito policial militar e tudo mais. Aí o coronel chegou pra mim e perguntou… “O que é que você quer? Ficar seis meses na cadeia ou ser expulso?” Preferi ser expulso. Ficar seis meses na cadeia? Eu não! Pediu pra escolher. Na rua eu me dou melhor que nessa porcaria. [risos] Eu fazia muita coisa errada. Era muito mal-visto no quartel. Uma vez peguei uma mochila e botei na estátua de D. Pedro II. [risos] Não, não, era o Duque de Caxias.
Tacioli – O patrono.
Germano – Botei a mochila e escrevi assim… “Você que inventou, você que carregue!” [risos] Fiquei 15 dias na cadeia por causa disso. [risos]

Tags
Germano Mathias
Samba de breque
de 21