gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Dona Inah

Dona Inah por Jefferson Dias

Dona Inah

parte 21/25

Tu não tentes voltar, nunca mais eu te perdoarei

Gafieiras – Junto com o Heron (Coelho) foi definido um recorte de repertório que é mais ligado ao samba. A senhora se define sambista ou intérprete?
Dona Inah – Como intérprete eu não sei, mas eu acho que sou sambista. Eu gosto de samba, do samba bom.
Gafieiras – Falar que a senhora é (somente) sambista, não te limita?
Dona Inah – Não, não!
Gafieiras – E tem algum samba que a senhora considera um samba que toca mais fundo? Que mexe mais, que a senhora mais gosta de cantar?
Dona Inah – Como chama aquele samba…?
Gafieiras – Algum compositor?
Dona Inah – Nelson Cavaquinho.
Gafieiras – Mas qual é esse samba?
Dona Inah – Eu cantei com cola grande, como é? [ cantar ] “Graças a Deus, minha vida mudou, quem me viu, quem me vê, a tristeza acabou. Contigo aprendi a sorrir, enxugar seu pranto, de quem sofreu tanto. Organizaste uma festa em mim. E é por isso que eu canto assim, graças a Deus…”
Gafieiras – Esse mexe com a senhora?
Dona Inah – Esse mexe muito.
Marco – Cantora que você gosta muito também é Leci Brandão, a Jovelina (Pérolo Negra). Ela vive falando, procurando música…
Gafieiras – Jovelina foi uma pagodeira… Leci Brandão…
Gafieiras – Mas quando chega um samba, uma composição nova, a senhora tem paciência de ouvir e ver se é realmente uma música interessante?
Dona Inah – Tenho. Começo a ouvir a música… Na primeira vez, eu escuto e falo: “Essa música é bonita!”. Aí eu já separo, ouço várias pra definir. Mas dificilmente escuto uma músicas várias vezes.
Marco – Uma coisa que eu acho legal na Inah é que ela tem uma coisa: música que ela gosta, ela gosta mesmo; ela não é influenciada. Se tem uma música que eu gosto e peço pra ela cantar, se ela não gostar, (ela não canta)…
Gafieiras – É acordo?
Marco – E, às vezes, é o contrário: as (músicas) que eu não gosto, ela gosta. Tem música que eu gosto e peço pra ela cantar… Tem que ter acordo. Às vezes, é o contrario: as músicas que eu não gosto, e ela gosta, ela fica em cima… [ risos ]
Dona Inah – Qual é aquela: [ canta ] “Tentei por todos os meios te fazer feliz / Não deste a menor importância a quem quis te fazer feliz / Trataste com indiferença e muito magoou a quem te tratou com carinho e sempre te amou”?
Marco – Essa música é inédita da Dona Inah.
Dona Inah – [ canta ] “Eu hei de te ver chorar quando sentires saudade ao lembrar que te amei e a infelicidade te abraçar / Tu não tentes voltar / Nunca mais eu te perdoarei / Na minha vida foste o meu pecado / Muito triste fiquei / Confesso que chorei / As marcas do meu sentimento foram frutos do teu fingimento / Deixa o tempo passar / Com certeza você vai se arrepender / E de joelhos então / Pedir o meu perdão pra valorizar o teu sofrer / Estou nem aí… Tentei por todos os meios, te fazer feliz.”
Gafieiras – Estará no próximo disco?
Dona Inah – Tá no próximo disco.
Gafieiras – O Monarco que mandou?
Dona Inah – Foi. Eu conheci o Monarco quando fizemos trabalho juntos e ele me deu essa música.
Gafieiras – Como é a relação da senhora com os sambistas do Rio, Dona Inah?
Dona Inah – Ah, são bacanas, eu gosto! Monarco com Moacyr Luz, Monarco com Delcio Carvalho, com Elton Medeiros…
Gafieiras – Com Dona Ivone Lara…
Dona Inah – Com Dona Ivone Lara, com a Beth (Carvalho), com Wilson Moreira.
Gafieiras – Mas é uma relação de contar tudo…
Dona Inah – Não, não.
Gafieiras – Ocasional? Como é?
Dona Inah – É, nós nos conhecemos e depois nos tornamos, não amigas íntimas assim, mas como é que fala? Uma relação musical muito gostosa. A gente conversa sobre música, trabalhamos juntas em vários shows. A gente se identifica muito.
Gafieiras – Com o Paulinho da Viola, a senhora teve contato?
Dona Inah – Nós fizemos um show juntos aqui em São Paulo nos 40 anos (de carreira) de (Eduardo) Gudin. Fizemos no Teatro do SESC Pompeia. Paulinho, Maria Rita – maravilhosa que ela é –, gente, como ele chama? Aquele cantor com quem fizemos um show?
Marco – Hã?!
Dona Inah – Ai gente, eu não lembro… Roberto Silva!
Marco – Ah, o Roberto Silva.
Dona Inah – Fiz show também com Dominguinhos…

Tags
Dona Inah
de 25