gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

Dominguinhos

Dominguinhos por Jefferson Dias/Gafieiras

Dominguinhos

parte 11/17

O Chico Anysio é meu parceiro

Tacioli – Dominguinhos, em relação a forma como o Nordeste é representado, seja no humor ou na música, você tem alguma ressalva?
Dominguinhos – Nós estamos muito bem na fita, porque o Norte-Nordeste é um enxame de grandes compositores e de humoristas formidáveis. O Ceará é um celeiro!
Tacioli – Você gosta de algum?
Dominguinhos – Gosto. Gosto muito do Chico Anysio (1931-2012). Esse que morreu agora, o Zé Vasconcellos (1926-2011), que eu conheci quando era rapazinho e ele já gravava discos de vinil. Um humor todo limpo, um humor pra gente rir assim sem usar palavrão.
Tacioli – A história é engraçada.
Dominguinhos – É, exatamente. O Chico é meu parceiro também. Já fiz música com ele. [n.e. “Oitão”, com Nonato Buzar; “Ora essa”; “Que diabo é isso”, todas gravada nos anos 1970; e “Eita Paraíba”, com Sarah Benchimol, lançada em 2006]
Tacioli – O Chico compôs com a Dolores (Duran).
Dominguinhos – Com Arnaud Rodrigues…
Tacioli – Sim, o Arnaud Rodrigues.
Dominguinhos – Fez uma parceria muito boa com ele, porque o Arnaud era redator também, o ajudava muito…
Tacioli – Que composição é essa com Chico Anysio que você tem?
Dominguinhos – É, nós só temos uma. E assim mesmo quase que não deu certo, porque ele fez uma coisa muito longa, falando na Elba e de uma porção de coisas. Aí eu cortei um bocado de palavras e fiz um arrasta-pé em homenagem à Campina Grande… Porque ele falava em Campina Grande e tudo o mais… Depois eu liguei pra ele: “Ô, Chico, estou lançando um disco agora que tem aquela música nossa” . Aí ele disse: “Qual?”. Aí eu falei e acho que foi lá no computador. Mexeu em alguma coisa e disse: “Mas, rapaz, essa música! A menina que faz música comigo já fez uma melodia!”. Eu digo: “Mas eu já gravei!”. Ele disse: “Então, fica nós três!”. [risos] Não teve conversa mole… [risos] Sarah Benchimol parece que é o nome dela, que faz música com ele.
Tacioli – E com o Arnaud Rodrigues, teve alguma sua com ele?
Dominguinhos – Não teve… Eu fiz algumas coisas com ele… Morava onde ele faleceu, né? Um negócio no mar, num rio, em Palmas e tal. De vez em quando eu ia (pra lá e me) encontrava com ele… Ele era uma figura extraordinária, um grande compositor. [n.e. Humorista, cantor, compositor e ator, Arnaud Rodrigues, natural de Serra Telhada, PE, morreu afogado em 2010 na Usina de Lajeado, em Tocantins. Com Chico Anysio lançou a dupla Baiano & Novos Caetanos]

Tags
Dominguinhos
de 17