gafieiras

gafieiras

Entrevistas de música brasileira

André Abujamra

André Abujamra por Dafne Sampaio

André Abujamra

parte 13/26

Estou numa puta crise artística depois que o Karnak acabou

Max Eluard – O que te chama atenção na atual música brasileira?
Abujamra – Pô, eu tô meio… Antes de falar isso, vou falar o que está acontecendo… Como faço muito longa-metragem, muita trilha, estou mixando tudo em 5.1. Então, pra mim o estéreo está velho, estou cansado de escutar música estéreo. Não tenho ouvido muita música e nada tem me chamado atenção. Estou sendo jurado do Prêmio Visa – Compositores. Eu, Jane Duboc, Johnny Alf, Nelson Ayres e o [Celso] Viáfora. Meu, não consigo ver nada muito legal, não.
Rosselli – E ali é tudo macaco velho, não?
Abujamra – É.
Tacioli – Master.
Abujamra – É, master. Eu sou o pentelho da turma. Tudo o que eles acham maravilhoso, eu acho uma merda, o que eles acham uma merda, eu acho maravilhoso. [risos] Mas é legal isso, eles morrem de rir comigo. [toca o celular]

Alô?! Oi. Estou no meio de uma entrevista. Te ligo daqui a pouco. Como estão as histórias do José? Meu e-mail está quebrado. Obrigado.

Abujamra – Vamos lá. O que eu estava falando?
Tacioli – Do Prêmio Visa.
Abujamra – Do que tenho gostado… Meu melhor amigo de infância é o Moska, o Paulo Moska. E ele sempre dá uma mexida no trabalho. Gosto muito do trabalho dele. Estou numa puta crise artística depois que o Karnak acabou, porque tudo o que faço, parece Karnak. Aí o cara falou, “Por que você está mal? O Karnak era dedo seu também! Você acha que o João Gilberto vai mudar da água pro vinho? Não vai!” E o Paulinho Moska fica batalhando isso. Eu gosto muito dele. Acho o Mauricio Pereira um gênio. Se um dia ele entrar no estúdio e cantar 15 músicas dele somente ao microfone, e o Liminha colocar umas coisas, ele vai ficar o ator mais cool, mais famoso do mundo. Acho que ele nem saca o tamanho do talento que tem. Muito talentoso! Se você chegar pra ele agora e falar “Mauricio, faça uma letra de tatu e a cor azul”. Ele faz e vira uma obra-de-arte. E a gente se dá muito bem. Tivemos uma história muito bonita nos Mulheres Negras. Peço para vocês irem ver o show da gente agora. A essência que a gente tem é maravilhosa.

Tags
André Abujamra
Os Mulheres Negras
de 26